Não há nada como o aconchego da casa dos nossos pais: comida na geladeira, louça lavada, casa sempre limpa e roupas que “magicamente” vão do cesto de roupa suja de volta à gaveta. Mas, chega um momento na vida que a vontade de independência e liberdade falam mais alto. Pois é, chegou a hora de sair da casa dos seus pais!

Listamos algumas dicas para você que quer iniciar sua própria caminhada sem depender de ninguém:

 

1 – Como escolher seu lar doce lar?

O primeiro passo para quem deseja morar sozinho é procurar um imóvel que esteja dentro de seu orçamento. Aí vale a pena procurar no site da Fisa algumas das nossas opções de imóveis.

Neste momento é válido procurar por um imóvel que seja pertinente ao que você necessita. Lembre-se de avaliar o local, bairro, vizinhança, características físicas do imóvel como: tamanho, lâmpadas utilizadas, saídas de energia e água e pequenos danos como rachaduras e pintura desgastada. Caso você já possua móveis para levar à sua nova casa, lembre-se de verificar eles vão caber no seu cantinho.

2 – Controle de Custos

Após escolher seu novo lar, chega a parte mais difícil para muitas pessoas: descobrir se você conseguirá se manter sozinho. Neste momento, é interessante se fazer algumas perguntas de extrema importância como: Tenho um emprego fixo? Tenho estabilidade no meu local de trabalho? Meu salário é suficiente para cobrir todas as minhas despesas?

Na hora de listar suas despesas, é importante considerar todos os custos de manutenção da casa, como: energia elétrica, água, telefone, aluguel e condomínio. Além dos gastos extras como: alimentação, manutenção, cartão de crédito entre outros custos.

 3Hora de economizar

Morar sozinho requer muita organização e economia. Afinal, você já terá custos mensais altos e, por isso, é fundamental se organizar para essas novas despesas. Confira algumas dicas para economizar:

– Evite desperdiçar água. Use de forma moderada e somente quando necessário. Tome banhos rápidos e sempre que for se ensaboar feche a torneira. Prefira limpar a calçada com uma vassoura e lavar o carro apenas com um balde ao invés da mangueira.

– Apague as luzes dos cômodos na qual você não está. Se você está na cozinha não tem porque deixar a luz do quarto acesa não é mesmo? Opte sempre por aparelhos que garantem maior economia. Escolha lâmpadas fluorescentes, elas vão te ajudar a economizar além de serem duráveis.

– Se você tiver um pequeno espaço em seu apê ou casa tente cultivar uma horta. Além de produzirem alimentos que fazem bem a saúde, você irá economizar na feira e no supermercado.

– Desenvolva suas habilidades e criatividade. Já ouviu falar em Faça você mesmo (DIY)? Trata-se de uma maneira fácil e divertida de desenvolver suas habilidades. O DIY é uma ótima forma de economizar, afinal em vez de comprar você faz o que deseja e ao mesmo tempo reaproveita utensílios que iam para o lixo.

– Faça você mesmo a limpeza e organização de seu lar. Evite contratar profissionais do ramo, pelo menos no início.

– Compre somente o necessário no supermercado. Leve somente o que você precisa. Não estoque alimentos, pois eles geralmente vão estragar. Compre itens básicos e as besteiras deixe para uma ocasião em especial.

Agora que você avaliou todas as possibilidades e tomou a decisão, só nos resta desejar boa sorte! E não se esqueça de consultar nosso site para encontrar o seu novo endereço.

Com informações do blog Guia de Bolso

(Visited 39 times, 1 visits today)