Você já ouviu falar em marimo? Ou na planta trachyandra? Reunimos plantinhas curiosas e bonitas, que são perfeitas para o cultivo dentro de casa

1. Senecio peregrinus

(Pinterest/Reprodução)

Os japoneses estão ficando obcecados por essas adoráveis plantinhas suculentas, que se parecem com pequenos golfinhos pulando no ar – por isso, também são chamadas de Dolphin Succulents. Quanto mais velha for a suculenta, mais as folhas parecem golfinhos! Fofa, não?

2. Marimo

(Pinterest/Reprodução)

Outra planta que os japoneses amam – alguns chegam até a cuidar delas como se fossem bichinhos de estimação. Seu nome científico é Aegagropila linnaei, uma espécie de alga verde filamentosa que pode ser encontrada em lagos do hemisfério norte. O bacana é que elas crescem em formato esférico com textura aveludada e são cultivadas na água. Para cuidar delas, substitua a água do recipiente a cada duas semanas e mantenha a planta em luz solar indireta.

3. Hoya Kerrii

(Pinterest/Reprodução)

Também conhecida como planta-coração, devido a forma de suas folhas, esta planta é nativa do Sudeste Asiático.  É um presente popular para o Dia dos Namorados mundo afora (por motivos óbvios) e tem manutenção fácil, como a maioria das suculentas.

4. Cacto-sianinha

(Pinterest/Reprodução)

Embora esta planta seja tecnicamente chamada Selenicereus Anthonyanus, é mais conhecida pelos apelidos, como cacto zigue-zague ou dama-da-noite. Como a maioria dos cactos, tem fácil manutenção e produz flores de tom rosado.

5. Trachyandra

(Pinterest/Reprodução)

Parece uma planta vinda de outro planeta, certo? Mas ela existe na vida real e é nativa do leste e sul da África.

6. Rosa-suculenta

(Pinterest/Reprodução)

Tecnicamente, essas plantas são chamadas Greenovia Dodrentalis, mas têm este apelido porque parecem as clássicas flores vermelhas que você recebe no Dia dos Namorados. No entanto, essas suculentas são muito mais fáceis de cultivar do que rosas – tudo o que você precisa fazer é regar o solo quando está seco!

7. Crassula Umbella

(Pinterest/Reprodução)

O apelido para esta planta única é copo de vinho – por razões óbvias. Ele cresce até quinze centímetros de altura quando produz flores, que viram pequenos botões verde-amarelados.

8. Euphorbia Obesa

(Pinterest/Reprodução)

Nativa da África do Sul, se assemelha a uma bola e é comumente chamada de planta-beisebol. Pode crescer de seis a quinze centímetros de largura e armazena água em um reservatório para proteção contra seca.

9. Euphorbia Caput-Medusae

(Pinterest/Reprodução)

Esta suculenta é muitas vezes chamada de “cabeça da medusa”, uma vez que se assemelha às serpentes da figura mitológica. É nativa da Cidade do Cabo, na África do Sul.

10. Platycerium bifurcatum

(Pinterest/Reprodução)

É uma planta perfeita para ser cultivada na parede, como um jardim vertical. Conhecida popularmente como chifre-de-veado, é uma planta da família das samambaias, com dois tipos distintos de folhas.

11. Avelós

(Pinterest/Reprodução)

Seu nome científico é Euphorbia tirucalli, mas também é popularmente chamada de pau-pelado, coroa-de-cristo, árvore-lápis ou fire-sticks, em inglês, graças à cor avermelhada que aparece nas extremidades dos ramos, que podem crescer até oito metros de altura.

12. Haworthia Cooperi

(Pinterest/Reprodução)

É uma planta herbácea e suculenta, originária da província do Cabo Oriental na África do Sul. Cresce em aglomerados de rosetas densas, com folhas translúcidas de cor verde clara, que se assemelham a pequenas bolhas.

13. Sedum Morganianum

(Pinterest/Reprodução)

Comumente conhecida como rabo-de-burro, produz caules que podem crescer até 60 centímetros de comprimento, folhas de tom verde-azulado e florzinhas de coloração rosa em forma de estrela. É nativa do sul do México e Honduras.

14. Grama zigue-zague

(Pinterest/Reprodução)

Chamada cientificamente de Juncus Effusus Spiralis, esta grama tem um formato divertido que cresce naturalmente. Ela costuma se espalhar facilmente quando plantada no chão, então cultivá-la em um vaso é o melhor caminho.

15. Gentiana Urnula

(Pinterest/Reprodução)

Também conhecida como “estrela do mar”, esta planta suculenta é de baixa manutenção, o que a torna uma ótima opção para um jardim de pedra.

Fonte: Casa.com.br

(Visited 189 times, 1 visits today)